Maçons financiam novo scanner para cancro da próstata

O Prof. Cooper a receber a contribuição dos Maçons de Norfolk
O Prof. Cooper a receber a contribuição dos Maçons de Norfolk

Milhares de homens com cancro de próstata, o cancro masculino mais comum, poderão com o tempo evitar os efeitos colaterais prejudiciais da cirurgia graças a um novo scanner de pesquisa que será instalado em Norwich, após uma grande doação dos Maçons de Norfolk.

Os Maçons não só alcançaram o seu objectivo de comprar o scanner de £144.000, mas angariaram mais do dobro do valor necessário. Isto permitirá uma contribuição significativa de £146.000 para pesquisas relacionadas com o cancro da próstata.

O novo scanner permitirá distinguir entre cancros da próstata inofensivos e agressivos

O Affymetrix Microarray Scanner pode diferenciar entre a maioria dos cancros da próstata inofensivos e os 10% de cancros muito agressivos. Até agora não havia forma de os médicos distinguirem entre os dois e isso levou dezenas de milhares de homens a serem sujeitos a operações desnecessárias com sérios efeitos colaterais, incluindo incontinência e impotência. Com cada operação custando £7.500 ao Sistema de Saúde, há também economias significativas a serem feitas nacionalmente por se realizarem menos cirurgias desnecessárias.

A equipe de pesquisa clínica é liderada pelo professor Colin Cooper da Universidade de East Anglia (UEA), que está a desenvolver o novo teste após uma descoberta laboratorial usando inteligência artificial, e que espera angariar 2 milhões de libras para continuar a sua pesquisa vital sobre este assunto, condição para que nos próximos 3 anos, seja criado o novo teste clínico.

O cancro da próstata é actualmente mais comum que o da mama

Todos os anos em Norfolk existem 800 homens que desenvolvem cancro da próstata, com 40.000 em toda a Inglaterra e País de Gales. Estima-se que 11.000 homens morrem em cada ano devido à patologia, que é agora mais comum do que o cancro da mama. Com o tempo, o novo teste poderá ficar disponível para o testar 500.000 homens na Europa e na América do Norte, todos os anos.

A doação de £290.000 dos maçons de Norfolk inclui uma doação de 100.000 libras da Masonic Charitable Foundation. A doação também financiará pesquisas médicas adicionais.

O Professor Colin Cooper, Director de Genética do Cancro da UEA disse:

“Estou extremamente grato aos Maçons de Norfolk pela sua generosa concessão. Isto financiará não apenas o scanner em si, mas também a pesquisa contínua sobre o cancro da próstata. Muitas vidas serão salvas como resultado, e muitas operações desnecessárias serão evitadas, poupando pacientes a alguns efeitos colaterais muito desagradáveis”.

Stephen Allen, Responsável pelos Maçons de Norfolk disse:

“Estou muito feliz por termos conseguido não só alcançar a nossa meta de comprar o scanner, mas também por termos conseguido angariar o dobro do valor necessário. Isto permitir-nos-á fazer uma contribuição muito significativa para a pesquisa em curso do professor Cooper. ”

A notícia original pode ser lida AQUI

Tradução de António Jorge

Artigos relacionados

Um Comentário em “Maçons financiam novo scanner para cancro da próstata

  • Avatar

    gostaria muito de ser membro que eu tenho que fazer

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *