Vitrais históricos devolvidos a North Devon após 30 anos

Vitrais históricos foram devolvidos a Barnstaple em Devonshire depois de 30 anos.

Quando a Igreja de Santa Maria Madalena, em Devonshire – construída em 1842 – foi demolida em 1988, foi para abrir caminho para uma nova estrada interior. Isto foi até que a Honourable Glaziers Company entrou em cena para resgatar um par de vitrais que representavam o edifício e a Dedicação do Templo do Rei Salomão.

Aqueles vitrais estiveram armazenados desde então no porão do Glaziers Hall, em Londres. No entanto, através dos escritórios do Grão-Mestre Assistente da Grande Loja de Inglaterra, Sir David Wootton, que também é Venerável Mestre da Glaziers Company, as janelas foram devolvidas aos membros da Loja Loyal nº 251, que se reúne em Barnstaple.

Em 17 de Maio de 2019, Ian Kingsbury, Grão-Mestre Provincial de Devonshire, Ian Roome, prefeito de Barnstaple, Alison Mills, gerente do Barnstaple’s Museum, e Robert Patterson, restaurador especialista em vidro, juntamente com Roger Moore, Venerável Mestre da Loja Loyal e membros da loja acompanhados das suas famílias, receberam membros da Worshipful Company of Glaziers.

As janelas são um notável artefacto histórico que comemora a vida de um proeminente membro da comunidade de Barnstaple e antigo Venerável Mestre da Loja Loyal, John Thomas Britton (1790 a 1855), e é um pequeno pedaço da história local.

John Thomas Britton era um membro activo dentro da comunidade e da Igreja de Santa Maria Madalena. Foi em 1859 que os membros da Loja Loyal decidiram que, como um memorial permanente, encomendariam o vitral sul da Igreja para ser dedicado à sua memória.

Em 1843, John Thomas Britton assumiu um papel de liderança na aquisição do que é conhecido como o Bath Furniture, que consiste em algumas das melhores cadeiras, pedestais e pilares maçónicos que ainda existem em qualquer parte do mundo maçónico.

Durante a reunião, foi apresentado por Estcourt Miller um resumo da história das janelas e da Igreja de Santa Maria Madalena. Ao apresentar as janelas, Sir David Wootton disse que estava satisfeito por poder devolvê-las a North Devon e saber que, no devido tempo, elas serão exibidas de forma tão proeminente para todos verem.

A Worshipful Company of Glaziers and Painters of é uma das antigas empresas de pintura da cidade de Londres, cujas origens remontam ao século XIV. Através da sua caridade – The Glaziers Foundation – apoia a educação, a formação de artistas de vitrais, juntamente com a conservação de vitrais e dedica-se a promover a arte e o artesanato dos vitrais.

Roger Moore aceitou formalmente a posse das janelas e agradeceu a todos aqueles que estiveram envolvidos no seu retorno e eventual exibição no Museu de Barnstaple e North Devon quando a reforma do edifício estiver completa.

A notícia original pode ser lida AQUI

Tradução de António Jorge

Artigos relacionados

Um Comentário em “Vitrais históricos devolvidos a North Devon após 30 anos

  • Avatar

    Sempre fico feliz, por ver o respeito que existe dentro da verdadeira Maçonaria e me custa crer que talvez, algumas pessoas nao ligadas a “Maçonaria”, tenham tentado confundir me ao tratar me como “goteira”, a mando de alguem. Se defender a Maçonaria foi meu erro, vou morrer defendendo esse nome porque, nao posso estar errada em defender homens de honor e sua hierarquia e nao defendo gente covarde.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *