Encontrar a sua missão na Maçonaria

Eu recebo muitos e-mails. Demasiados para poder responder. Há um tipo de email em particular que me faz quase morder a minha língua; então pensei em aproveitar esta oportunidade para dizer o que realmente penso. Eu recebo um fluxo aparentemente interminável de reclamações dos maçons sobre as suas Lojas – todo tipo de queixa que se possa imaginar que eu tenha lido nos últimos doze anos. E quando eu pergunto a um Maçon o que é que está a fazer para resolver a situação, sabem qual é a resposta mais frequente? Não estão a fazer nada sobre isso… para além de escrever para o Midnight Freemason como se fosse a “Dear Abby” ou algo assim.

Deixem-me colocar alguma perspectiva sobre isto. Quando entrei na minha Loja, passei por três graus maravilhosos (há poucas Lojas neste país que fazem um trabalho melhor com o ritual do que as Lojas aqui mesmo na minha área). Eu esperava que esta experiência continuasse depois de passar a Mestre, mas, tal como muitos maçons que me escrevem, não foi isso que eu encontrei. Eu vi-me em chatas reuniões de negócios e panquecas no café da manhã, e nós tínhamos sessões onde éramos instruídos no ritual – e deixem-me dizer, os instrutores nessas sessões não eram educados, não eram pacientes, e eu escolhido de uma forma que às vezes me lembrava a minha experiência no treino básico do Exército.

Eu sabia que havia uma intenção de que a Maçonaria fosse mais para os Homens do que eu encontrei quando entrei. Eu assumi a responsabilidade de trazer “algo mais” para a Maçonaria eu próprio. Eu fui subindo. Comecei uma newsletter na minha Loja. Li livros e pesquisei muito sobre Maçonaria e partilhei o que eu estava a aprender com a minha Loja (em peças muito curtas e muito interessantes); pesquisei e escrevi livros, comecei um blog e no inicio escrevi e publiquei três pequenas peças de educação por semana – é o blog Midnight Freemasons que se tornou um dos maiores e mais lidos blogs maçónicos que existem hoje. Ao longo de anos e anos, conheci outros maçons da minha área interessados ​​no mesmo tipo de experiência em Maçonaria em que eu estava interessado. E com o tempo, nós lentamente mudámos a cultura em algumas das Lojas na minha área. Ambas as Lojas a que eu pertenço agora focam-se na educação dos membros – ensinando os nossos membros mais antigos e novos sobre os princípios da Maçonaria e como os aplicar nas suas vidas diárias. E nós estamos a chegar lá agora, depois de treze anos de duro trabalho. É um trabalho que continuarei a fazer por muitos, muitos, muitos anos. É um destino ao qual nunca chegarei, mas tem sido uma viagem muito gratificante – e tenho certeza de que, quando eu finalmente entregar as minhas ferramentas, alguém irá recebê-las e continuar o trabalho que comecei.

Então, pode imaginar o que eu gostaria de dizer às pessoas que se queixam sobre as suas Lojas. Ainda não ouvi uma reclamação que eu não tivesse já vivido, de uma maneira ou de outra – de Past Masters atrevidos a confrontos com culturas de Loja totalmente resistentes a qualquer coisa que seja nova. A chave para tudo isto é associar-se aos irmãos que partilham a sua visão – como pode ver nos Midnight Freemasons, presentemente, eu já não estou sozinho por aqui.

A Maçonaria é uma chamada para a acção. É uma chamada para o trabalho. Não está aqui para o seu prazer, e se é por isso que entrou, então está no lugar errado. Há uma expectativa na maçonaria de que você vai trabalhar:

  • Você vai aprender os nossos caminhos.
  • Você vai aprender e aplicar os nossos valores.
  • Você vai trabalhar na sua Loja para se tornar um líder e um exemplo para os outros tanto na Loja quanto fora das suas paredes.
  • Você vai-se esforçar para se melhorar a si mesmo, para que possa tornar-se um exemplo que os outros possam seguir.
  • Você vai trabalhar na sua comunidade para melhorar a qualidade de vida das pessoas que lá moram.

Há uma razão pela qual muito do nosso ritual tem a ver com o trabalho nas pedreiras e a construção de um edifício não feito com mãos humanas. O que aprendi com os maçons sobre os quais estudei e escrevi ao longo dos anos é que a grande maioria deles eram de homens de acção. Eles não reclamavam… viam o que precisava ser feito e  fizeram, mesmo quando falharam repetidamente, como aconteceu com alguns deles.

Cada uma das nossas jornadas na Maçonaria será certamente diferente, e a sua não será  provavelmente como a minha. Mas para que, da Maçonaria saia o que foi originalmente planeado, temos que trabalhar todos para isso. E em algum momento, todos nós encontraremos o nosso canto… todos nós encontraremos a nossa missão. Para mim, é sobre desenvolvimento dos membros e educação maçónica. Para outros, é sobre instrução ritual. Para outros ainda, eles encontram a sua missão em tudo, desde fazer panquecas para arrecadar dinheiro para caridade, até conduzir crianças pequenas para consultas médicas no Shriner’s Hospital.

Mas a Maçonaria não está aqui para nosso prazer – está aqui para nossa melhoria. E às vezes o caminho para o crescimento pessoal não é claramente marcado. Muitos de nós tivermos de abrir o nosso próprio caminho. Isto é o que muitos de nós aqui nos Midnight Freemasons fizemos. A vantagem de abrir o nosso próprio caminho na Maçonaria é quando nos voltamos, encontramos outros maçons seguindo-nos, sinal de que estabelecemos um caminho claro para ser seguido.

É por isto que aqui estamos e é o que eu gostaria que as pessoas soubessem quando me escrevem. Nunca subestime a sua capacidade para fazer a diferença.

Todd E. Creason, 33º – Fundador do Midnight Freemasons

O artigo original pode ser lido AQUI

Um Comentário em “Encontrar a sua missão na Maçonaria

  • Avatar

    TCF
    Les Planches présentées sont finement ciselées c’est donc pour cette simple raison que ma demande est formulée .
    Toutefois pourquoi en courriel, c’est tout simplement parce que j’en garde certaine que je classe en pdf traduite en français dans mon répertoire de Planches.
    AF
    Bernard

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *