Qual é o compromisso com a sua Loja?

Uma reflexão compromisso irmãos

A semana tem 7 dias x 24 horas = 168 horas. Consideremos duas semanas, já que normalmente as Lojas se reúnem quinzenalmente (168 horas x 2 = 336 horas).

Se considerarmos entre o preparar-se para ir a Loja e o término da sessão e chegar a casa temos aproximadamente: das 18:30 às 23:30 = 5 horas.

Se dividirmos 5/336 = 1,49% DO SEU TEMPO PARA A LOJA.

E apesar de só ser necessário dedicarmos cerca de 1,5% do nosso tempo para estarmos presentes em Loja, faltamos…

A maçonaria no seu Regulamento é clara. Antes de entrar para a ordem são feitas perguntas:

  • Você dispõe de tempo para participar nas Sessões? E nós respondemos sim.
  • Você dispõe de rendimentos para cumprir com as suas obrigações pecuniárias sem afectar as despesas da sua família? E nós respondemos sim.
  • No dia da iniciação você é interrogado: Tem a chance de desistir, parar aqui mesmo, decida. E nós não paramos.
  • Durante a sessão de Iniciação, somos indagados várias vezes se queremos continuar. E nós respondemos sim.
  • Vamos ao Altar fazer o nosso juramento de participar e cumprir com a nossa obrigação perante Deus e perante aos nossos irmãos. E nós respondemos sim.

Curioso, até aqui temos tempo para tudo não é?

Depois de tudo isto, o Regulamento ainda diz o seguinte:

  • O Maçon considera-se “frequente” com uma assiduidade de 50% . Não se exige 100%.
  • O Maçon pode atrasar-se nas mensalidades até 3 meses que é considerado regular (depende de Loja para Loja e de Obediência para Obediência).

Mesmo assim, ainda não damos a devida atenção a isto.

Além disto, se o irmão passar por dificuldades deve informar a Loja ou o seu padrinho ou o próprio Venerável ou o irmão Hospitaleiro que tudo será analisado, avaliado e se justo tentar-se-á ajudar o irmão durante o processo de situação difícil pelo que está a passar. Fizemos e fazemos muito disto e seria possível relatar diversos exemplos.

O que nos cabe a nós maçons?

Cabe a cada irmão criar forças para mudar, elevar-se materialmente, fisicamente e psiquicamente para continuar a colaborar com a Loja. Em tudo na vida há que fazer o esforço; conseguimos sempre quando queremos. Mas os problemas são motivos para quebrar a nossa força de vontade. Justificamos, justificamos, justificamos mas não explicamos.

Sabe o que acontece na maioria dos casos?

  • Irmãos que passam por problemas e não contam nada a ninguém e depois dizem que a Loja, a Maçonaria não ajudou. O que é que eu vou lá fazer se não muda nada. E ele não sabe que quem tem de mudar é ele.
  • Irmãos que usam justificações infundadas para não comparecer.
  • Irmãos que se aborrecem com irmãos ou com o andamento das sessões e ao invés de conversar, de procurar transmitir os seus pensamentos para serem avaliados por todos, em vez de colaborar, procuram argumentos para se manterem sempre na defesa, fazendo grupinhos, boicotando e atrapalhando o andamento dos trabalhos.
  • Irmãos  que criticam para destruir ao invés de usar a crítica para tentar melhorar. Isto dá um péssimo exemplo de conduta e contamina a grande maioria que sonha, acredita, gosta e quer aprender.
  • Irmãos que se afastam e quando perguntados porquê, tentam passar por coitadinhos e/ou vítimas.

Meu irmão, devemos procurar o exemplo dos bons e eles estão aí, espalhados por uma infinidade de Lojas. Quer alguns exemplos?

  • Irmãos que mesmo no seu dia de aniversário comparecem à sessão sem criar problemas com esposas e filhos; pelo contrário, eles amam-no.
  • Irmãos que chegam a ter 100% de frequência.
  • Irmãos com temperamento forte, que discutem mas que nunca perdem a linha nem se afastam da Loja; pelo contrário, estão sempre a ajudar.
  • Irmãos que passam por momentos tão difíceis que poderia ser compreensível que abandonassem o barco, mas que lutam contra o mal que os afecta.
  • Irmãos que trabalham duramente cada dia da semana, fazem cursos, frequentam palestras, viajando e muitas vezes não têm nem tempo para tomar um banho em casa – vão directo para a Loja e nem discutem isso.
  • Irmãos com filhos pequenos que ainda sofrem as doenças normais da infância e eles conseguem ajustar-se e estar presentes.
  • Irmãos que mesmo acometidos por doenças graves, ajudam e não arredam pé.
  • Irmãos estudiosos que são profundos conhecedores da matéria e apresentam trabalhos para elevar o conhecimento de outros irmãos,
  • Irmãos com horários difíceis que conseguem ajustar para estar presentes.
  • Irmãos que não têm muita facilidade, mas que, com o apoio de outros irmãos, conseguem triunfar e aprender a lidar com a administração da Loja.
  • Irmãos que passam por doenças, acidentes, dificuldades financeiras, etc. e conseguem dar a volta por cima, pagam as dividas tanto para a Loja quanto para os irmãos que os ajudaram e jamais deixam de participar e cumprir com as obrigações em Loja.

Se continuarmos a colocar aqui os exemplos de passagens pela maçonaria, você irá  ficar o dia inteiro a ler pois temos N exemplos de conduta e de comportamento que devem servir de exemplo.

A falta somente se justifica na ausência de vida mas mesmo assim acredito no pós vida, pelo que sei que eles estão presentes nas sessões.

Claro que também sei que muitas vezes precisamos de faltar por motivos justificados; claro que isto acontece mas mesmo assim não podemos perder o foco senão vamo-nos acostumando e quando menos percebermos estamos habituados a não estar.

Portanto, meu irmão tudo vai de acordo com o nosso pensamento. O HOMEM DEPENDE DO SEU PENSAMENTO, e quando quer e a coisa acontece. Mas se se relaxa, desistir, não comunicar, então o desânimo e a desmotivação irão sobressair e ir-se-á embora.

Desculpa meu irmão se fui duro mas não consigo encontrar outra forma de pensar que não seja esta. Você pode me dar N razões, mas se você realmente quiser, você consegue… é só querer.

Inspirado em texto de Jairo Duppre Lacerda Filho – M∴ I∴

2 Comentários em “Qual é o compromisso com a sua Loja?

  • Avatar

    Se o Irmão Jairo puder, peço a gentileza de contar-me.
    Walter
    M∴ I∴ – Palmeira da Paz – Or∴ Blumenau/SC/Brasil

    Reply
  • Avatar

    Brilhante texto “Qual é o compromisso com a sua Loja?”.
    Muito grato Irmão Jairo.
    Já me posicionei em outra oportunidade sobre a identificação dos autores dos textos e peço, por gentileza, que se veja a adequabilidade de colocar algum dado a mais que identifique o autor; por exemplo, vou sugerir a leitura deste texto na Loja a que pertenço (ARBLS Palmeira da Paz – Oriente de Blumenau/SC/Brasil, mas, seguramente, irão questionar-me de onde é o Irmão, qual sua Loja e infelizmente, não vou poder responder.
    Perdoem-me, se pouco colaboro e muito exijo.
    TFA
    Walter

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *