Tenho dúvidas!

Tenho dúvidas e muitas incertezas. Julgo que tal é absolutamente natural, face ao manancial exorbitante de informação que nos rodeia em todos os momentos, em todos os lugares da nossa existência.

Mesmo estando perante essas dúvidas e incertezas, nem por isso, amiúde, inicio a necessária e útil demanda pelas respostas para essas mesmas dúvidas e incertezas. Talvez por um processo de procrastinação, ou por me desinteressar na resposta a algumas dessas dúvidas, o que é certo é que as mesmas acabam por ficar sem resposta, muitas delas por se terem transmutado em novas questões ou por terem sido substituídas por outras dúvidas e incertezas. Por outro lado, muitas das vezes em que enceto a caminhada na senda da obtenção da resposta, vou conseguindo, sucessivamente, mais e novas questões que não eram colocadas inicialmente, iniciando um processo que poderá ser infindável, sempre coroado de mais e mais incertezas.

A dúvida, ou a incerteza aliada à vontade de saber constitui-se como a mais natural fonte de todo o conhecimento, pois para podermos conhecer, temos que querer conhecer, querer saber. Já a sabedoria, na minha opinião adquire-se pela constatação na prática que as respostas por nós encontradas no processo de conhecimento, são as mais adequadas e válidas.

Em tempos, tive oportunidade de conhecer um velho e muito avisado professor de uma instituição onde prestei serviço o qual, com uma elevada dose de humildade e sensatez, aconselhava todos os seus alunos a certificarem-se disso, sempre que fossem acometidos de uma certeza absoluta. Lá está, a demonstração prática, por anos e anos de experiência adquirida de forma empírica, de que muito raramente estaremos na posse de todas as informações, do conhecimento indispensável que nos permita formular uma certeza absoluta, pois há sempre um ou outro pormenor que não é do nosso conhecimento. Esta é uma demonstração de verdadeira sabedoria.

Assim, concluo que não existe nada de mal em ter-se dúvidas, pois a dúvida é o verdadeiro motor do conhecimento o qual, após demonstrado, conduzirá à sabedoria. Tenhamos dúvidas! Desde que sejamos acometidos da necessária vontade de descobrir o que as possa sanar. Assim estaremos no bom caminho.

Disse!

Mike Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *