Nova Guia Maçónica dos Ritos Escossez e Francez – 1875

Contendo as Palavras Sagradas, Palavras de Passe, Signaes, Toques, Marcha, Idade, Bateria, Tempo de Trabalho e Insignias de todos os gráos

Mais um documento histórico que importa ler. Publica-se um pequeno excerto e abaixo pode ler-se o documento original.

nova guia maconica ritos escocez francez 1875Doutrina

A caridade deve presidir ás acções e ás palavras de todo o Franc-Maçon; elle não deve nunca esquecer este preceito de uma moral sublime – não faças a outro o que não queres para ti.

Deos, a immortalidade da alma e o amor de nosso proximo, eis aqui o nosso symbolo.

A convenção que liga o candidato, quando entra na Ordem, não offende em nada o respeito que elle deve ás leis e aos bons costumes, nem tão pouco á fidelidade devida ao governo.

Sendo o homem condemnado ao trabalho, o Maçon deve sujeitar-se a uma vida activa e laboriosa.

Suas mãos e seu coração devem sempre estar puros.

Um Maçon é um homem livre, tão amigo do rico como do pobre, uma vez que sejam virtuosos.

A liberdade é a dependencia dos deveres e não a dos homens.

A tolerancia é uma virtude; não protege os actos immoraes! Não tem por isso tolerancia absoluta.

A tolerancia é o espirito do Franc-Maçon.

A verdade é tão pura como Déos, porque Elle deu a claridade por signal a tudo o que é verdade.

Ritual Escossez

O primeiro dever é um silencio absoluto sobre os mysterios da Ordem; o segundo, que faria com que a Maçonaria fosse a cadeia mais sagrada, quando mesmo não fosse a mais nobre, a mais autorisavel e a mais respeitável de todas as instituições; este dever, que se dirige á essencia de nosso ser, é de combater as paixões que deshonram o homem e o tornam tão desgraçado; praticar as virtudes as mais doces e as mais beneficentes; soccorrer seu Ir:., prevenir suas necessidades, alliviar seu infortúnio, assistir-lhe, emfim, com suas luzes.

Um Maçon, que não aproveita uma occasião em que póde ser util, pratica uma infidelidade; cada soccorro que elle recusa a seu Ir∴ é um perjúrio; e se a terna e consoladora amizade encontra em nossos Templos o seu culto, não é tanto porque ella seja um sentimento, como porque, se tornando um dever, ella se poderá tornar uma virtude.

Ritual Francez

A Ordem dos Franc-Maçons é uma associação de homens livres, independentes e observadores das leis do paiz, reunidos em sociedade, cujo objecto é de viver em perfeita igualdade, de ser intimamente unidos pelos laços da estima, da confiança, e da amizade, debaixo da denominação de IRMÃOS, e excitar-se uns aos outros á pratica das virtudes.

Portanto, logo que se trata da admissão de um profano a Loj∴, a que elle é apresentado, deve considerar que vai dar um membro á associação geral, e um irmão a cada membro; que este profano, uma vez admittido, os Maçons de todo o Universo, de qualquer estado ou condição, que sejam, são obrigados a reconhecè-lo por tal; a Loj∴, portanto, se torna moralmente responsável, para com todos os Maçons, das qualidades que deve reunir o novo admittido.

Nenhum profano poderá ser admitido sem que professe um estado independente; e sem que seja senhor de si proprio.

Sentenças Moraes

Se a curiosidade te conduz aqui, ausenta-te;

Se temes ser esclarecido de teus defeitos, não é bom existir entre nós;

Se és capaz de dissimulação, treme, tu serás descoberto ;

Se és apegado ás distincções humanas, sáhe, nós não as conhecemos aqui;

Se a tua alma se aterrou, não vai mais . longe;

Se continua a tua firmeza, serás purificado pelos elementos; sahirás das trévas, e verás a LUZ.

Clique na imagem para Ler

Artigos relacionados

One thought on “Nova Guia Maçónica dos Ritos Escossez e Francez – 1875

  • Avatar

    Com certeza muito rico em conhecimentos gostaria de ter mais detalhes

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *