Os actuais inimigos da Maçonaria…

inimigo

Antes, há muito tempo, todos os Maçons se precaviam e se protegiam contra inimigos externos. O Clero, governos extremistas e outras forças ameaçavam, constantemente, a sobrevivência da Instituição, perseguindo, prendendo e julgando os maçons como criminosos.

Estes tempos já passaram, o que não quer dizer que não poderão voltar.

A inquisição dorme apenas, daí a necessidade de permanente vigilância.

Se analisarmos, com isenção, o quadro actual, aceitaremos sem reservas que os maiores inimigos da Maçonaria, hoje, são os próprios Maçons. Mal seleccionados, não convictos e invigilantes, legam perigo constante à nossa Ordem.

A falta de instrução e de estudos maçónicos, portanto, o desconhecimento da nossa Filosofia, dificultam ou até mesmo impedem, a reforma íntima de cada um, prevalecendo “vícios” como vaidade, orgulho, arrogância e tantos outros.

A indisciplina tem causado sérios problemas em Loja. Alguns Irmãos dão-se ao luxo de ignorar Leis e Regulamentos Internos. A omissão, a conivência e a tolerância excessiva têm feito da Moral um código adaptável ao momento, às circunstâncias e às conveniências de cada um.

Há a necessidade de uma conscientização intensa e geral.

Entrámos para a Ordem por vontade própria. Não fomos obrigados a nenhum juramento de permanência. Quando o fizemos não foi sem antes nos oferecerem inúmeras oportunidade de recuo.

Ainda há tempo para uma atitude menos indigna: se nos sentirmos decepcionados, desiludidos ou desapontados afastemo-nos da Maçonaria com a mesma espontaneidade com que entrámos.

Se decidirmos continuar, lembremo-nos de todas as nossas obrigações, especialmente a de cumprir e fazer cumprir a obrigação jurada.

Convençamo-nos, somos os actuais inimigos da Maçonaria.

Reformemo-nos, eliminando em nós próprios muitos dos inimigos internos da nossa Instituição e, assim, estaremos combatendo, natural e intensamente, os inimigos externos. Lembremos e pratiquemos todos os nossos deveres maçónicos.

Afastem-se os derrotistas, os omissos e os acomodados.

LUTEMOS, TODOS, POR UMA MAÇONARIA DE MAÇONS!

Armando Righetto  – Extraído do livro “Maçonaria, uma Esperança”

Artigos relacionados

One thought on “Os actuais inimigos da Maçonaria…

  • Avatar

    Parabenizo o site com três abraços.
    Gosto muito dos artigos publicados e eventualmente os encaminho aos Obreiros de minha Loja, ou os utilizo como bibliografia de textos meus.
    Parabéns!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *