Porquê fundar uma Loja Maçónica?

Partilhe este Artigo:

stone symbols rectangle

Se existe um “tabu” na Maçonaria é a fundação de novas lojas maçónicas, principalmente nas cidades onde já existem lojas. Sob a alegação que “os irmãos vão-se dividir, ao invés de somar” ou uma simples pergunta “porquê mais uma Loja?”, os maçons parecem não aceitar com naturalidade o argumento da criação de uma nova oficina. Mas, quais são os motivos, as razões que levam os irmãos a fundarem uma Loja maçónica? É o que pretendemos analisar neste texto.

  1. Implementação de um novo rito: um rito é um sistema de cerimónias que pretende dar continuidade ao ensinamento maçónico. Funda-se uma nova Loja maçónica para que os maçons possam ter acesso a um novo modo de difundir o conhecimento na Maçonaria, isto é, uma nova escola de pensamento que segue as linhas gerais da instituição. Assim, o primeiro ponto da fundação de novas lojas diz respeito à possibilidade de ofertar aos irmãos um rito diferenciado dos que já existem numa cidade, por exemplo. Claro que, ao conhecer um novo rito, o Maçon pode, consequentemente, incentivar o debate sadio de cultura da instituição. Lógico que, no final desta conta, todos saem ganhando.
  2. Resolução de conflitos: não são raras as situações que novas lojas maçónicas são criadas para solucionar problemas de relacionamento entre os irmãos. Talvez esta seja a oportunidade mais adequada para dizimar conflitos internos. Ora, se existem dois grupos com ideais distintos, qual a vantagem de mantê-los dividindo o mesmo tecto, a mesma sessão? Sim, o ideal é que não entrassem em querela. Entretanto, elas são típicas do ser humano. Se ambos desejam trabalhar maçonicamente, a instituição não se pode privar de oferecer esta possibilidade.
  3. Ampliação de território: Seja para uma cidade em que não há Maçonaria, seja para “ganhar terreno” dentro de um grande município, a criação de lojas neste sentido é interessante, uma vez que uma nova comunidade pode ser beneficiada com os trabalhos de uma Loja maçónica. Cada grupo, portando as suas peculiaridades, irá actuar maçonicamente de acordo com os seus princípios, a sua vocação. E, assim, todos ganham: a região que ainda não possui uma Loja passará a contar com homens dispostos a mudar a realidade local; a que já possui ampliará o leque de possibilidades da actuação da Maçonaria naquela localidade.

Diante destas vantagens, constatamos que os argumentos dos contrários à fundação de novas lojas maçónicas não se sustentam. Para isto, os “fundadores” devem levar a sério a criação da nova oficina, pois a responsabilidade tanto interna quanto externa é grande. A instituição não pode e não deve fugir do dever dos membros de uma Loja maçónica para a comunidade em que ela está instalada. Portanto, pense bem antes de propor a criação de uma Loja. Afinal, se o projecto não vingar, os fracos argumentos contrários continuarão sempre a prosperar face aos inúmeros benefícios existentes – por única e exclusiva culpa daqueles que não souberam alavancar o novo empreendimento.

Tiago Valenciano

Artigos relacionados

Partilhe este Artigo:

One thought on “Porquê fundar uma Loja Maçónica?

  • Avatar

    Muito bom canal, bastante instrutivo nas questões da Sublime Ordem.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *