Poetas & Maçons – Marquesa de Alorna

A Marquesa de Alorna (editado – de nome Leonor de Almeida Portugal de Lorena e Lencastre), poetisa conhecida por “Alcipe”, foi uma intelectual de rara dimensão, com reconhecimento em Portugal e na Europa do séc. XVIII.

Atribui-se-lhe a introdução em Portugal da chamada Maçonaria de Adopção. conspiradora contra Napoleão, e mostrou ser um alto espirito a que Alexandre Herculano chamou a Madame Staël portuguesa e grande vulto das nossas letras na transição do velho para o novo regime.

Marquesa de Alorna (1750 – 1839)

Se me aparto de ti, Deus da bondade,
Que ausência tão cruel! Como é possível
Que me leve a um abismo tão terrível
O pendor infeliz da humanidade!

Conforta-me, Senhor, que esta saudade
Me despedaça o coração sensível;
Se a teus olhos na cruz sou desprezível,
Não olhes para a minha iniquidade!

À suave esperança me entregaste,
E o preço de teu sangue precioso
Me afiança que não me abandonaste.

Se, justo, castigar-me te é forçoso,
lembra-te que te amei, e me criaste
para habitar contigo o Céu lustroso!

Publicado por José Fanha no Blog Queridas Bibliotecas em 3 de fevereiro de 2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *