O ângulo do compasso na Maçonaria

Partilhe este Artigo:

“Qual o ângulo em que deve ser aberto o Compasso e porquê?”

compasso

Antes de tratar do tema especificamente, devemos lembrar-nos que os símbolos não são fórmulas fixas, variando de formas e significados conforme o tempo e as culturas e, no caso maçónico, também conforme os “achismos” dos ritualistas e autores. Por este motivo, pode-se encontrar significados e explicações diferentes para um determinado símbolo maçónico conforme variações de país, obediência, rito, época, etc. No caso do ângulo de abertura do Compasso, encontram-se várias opções, cada uma com a sua respectiva teoria e os seus defensores:

  • O compasso aberto a 45° nos três graus simbólicos;
  • O compasso aberto a 60° nos três graus simbólicos;
  • O compasso aberto a 72° nos três graus simbólicos.
  • O compasso aberto a 30° em Aprendiz, a 45° em Companheiro, e a 60° em Mestre;
  • O compasso aberto a 30° em Aprendiz, a 60° em Companheiro, e a 90° em Mestre;

Veja que os ângulos variam entre 30° e 90°. Será que há algum motivo oculto para isto? Nenhum, além do facto que em menos de 30° ou mais de 90° o desenho do Compasso com o Esquadro fica um tanto quanto desarmónico!

Você poderá encontrar vários e diferentes significados para o(s) ângulo(s). Seguem-se os mais comuns:

  • Teoria dos “30°, 45°, 60°”: representa o alcance do conhecimento humano. O Maçom aumenta o seu intelecto conforme o grau, mas nunca ultrapassa 1/6 (60° em 360°), que seria o “limite humano”. (Em resumo, chamam o Aprendiz de retardado mental)
  • Teoria dos “30°, 60°, 90°”: representa a relação do espírito com a matéria, em que o Aprendiz começa com o Compasso mais fechado, mostrando que a matéria está prevalecendo, e vai-se abrindo a cada grau, mas chegando ao máximo no ângulo da matéria (esquadro), de 90°. (Será que se abrir mais do que 90°, o Maçom morre?!?)
  • Teoria dos “72°”: representa o ângulo interno das pontas do Pentagrama, símbolo presente na Estrela Flamígera e desvendado por Pitágoras. (Mas o Esquadro e o Compasso não têm juntos 06 pontas?)

Das teorias do Compasso com ângulo fixo nos três graus, a teoria de 60° é a mais forte, presente na maioria dos rituais e gravuras actuais. Esta teoria baseia-se nas seguintes questões:

  • É comum relacionar o símbolo do Esquadro e Compasso com o do Hexagrama (estrela de seis pontas), ou melhor, a Estrela de Davi, que é um símbolo muitas vezes relacionado ao GADU e ao Templo de Salomão. As 06 pontas do hexagrama possuem o ângulo interno de 60°.
  • O triângulo perfeito, que seria o símbolo maior da Maçonaria, com 3 lados iguais, é composto por 3 ângulos internos de 60°.
  • Considerando o Esquadro como símbolo da rectidão e o Compasso como símbolo da perfeição, o Esquadro forma o triângulo-rectângulo, 90° (rectidão), e o Compasso em 60° forma o triângulo-perfeito (perfeição).

Porém, apesar de mais coerente e comum, a teoria do ângulo de 60° não é a correcta. Aliás, nenhuma pode ser considerada como a verdadeira, a original.

Infelizmente, vê-se na Maçonaria uma tendência para adicionar à nossa simbologia significados extras, ocultos, inexistentes. O Compasso é apenas mais um típico exemplo disto. Uma breve análise de gravuras maçónicas de Esquadro e Compasso do século XVIII e XIX, quando do nascimento das primeiras Obediências e Ritos, é o bastante para comprovar que não havia uma conformidade no ângulo de abertura do Compasso. O símbolo era sempre composto de um Compasso aberto e um Esquadro, mas pouco importando o ângulo daquele, que, conforme as gravuras, era sempre inexacto: 32°, 44°, 56°, 64°, etc.

Enfim, esta preocupação “numerológica” é coisa bem mais recente, apenas outro “enxerto” nos nossos rituais.

Kennyo Ismail

Artigos relacionados

Partilhe este Artigo:

2 thoughts on “O ângulo do compasso na Maçonaria

  • Avatar

    De excelência pedagógica a lavra se Ishmail; mas – a meu juízo – de grande valia a adição à ritualisca da mística numeral; creio nos aditamentos lapidadores que dão o necessário brilho à pedra – que antes bruta, natural – pelo trabalho lapidar da Criatura Nominal, reflete agora a Luz de G:.A:.D:.U:.

    Resposta
  • Avatar

    Maçonaria e muito linda,grandes maços participaram da mudança do homem

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *