O cingimento do avental

Partilhe este Artigo:

avental Rito Escocês Antigo e Aceite

Tem-se tornado hábito, embora não esteja em todos os Rituais, fazer-se um momento de reflexão, antes de se adentrar ao Templo, a fim de afastar as cargas negativas profanas, que estejam sendo carregadas.

Durante o nosso Veneralato, na ARLS “Luz e VERDADE, III”, ao Oriente de Joinville, instituímos uma cerimónia, que provoca a reflexão, ao ser cingido o avental.

Não é ritualística, nem anti.

Formamos um Cadeia, em que cada Irmão coloca a sua mão esquerda (a que sai do coração) no ombro direito do Irmão ao lado (prova de confiança na sua firmeza).

Então, o Venerável Mestre pede a um Irmão para recitar a seguinte oração:

Caros e PPOD∴ IIr∴, ao cingirmos o avental, símbolo de uma couraça contra a preocupações profanas do mundo, façamos com que nos isole e preserve delas, para maior pureza dos nossos pensamentos, palavras e trabalhos durante os sagrados períodos de arquitectura em nossa em nossa ARLS em favor da nossa mais completa união, da felicidade dos nosso semelhantes, da honra da Aug∴ Ord∴ e da glória ao “Grande Arquitecto do Universo”

Encerrada, o Venerável Mestre determina o cingimento do avental, pronuncia, seguido dos Irmãos, três palavras de Ordem (Liberdade, Igualdade, Fraternidade – Entendimento, Amor, Sabedoria – Sabedoria, Força, Beleza – Saúde, Força e União) e o cortejo adentra, ritualisticamente, o Tempo.

Quando se toma conhecimento da partida de Irmão para o Oriente Eterno, quebra-se a cadeia antes da Oração.

A prática tem revelado excelentes resultados sobre o decorrer das sessões.

Carlos Adauto Vieira, 33∴ LVIII

Artigos relacionados

Partilhe este Artigo:

2 thoughts on “O cingimento do avental

  • Avatar

    Esse é mais um absurdo dos fazedores de rituais. Se cada um achar que deve introduzir algo nos nosso ritos, imagine o que iria ocorrer. Onde está o delegado dessa loja?

    Resposta
  • Avatar

    Há que se congratular essa sábia medida da abstenção ao pensar conectivo da vida profana… uma atitude que somente adiciona para resultados divisiveis, haja vista o poder do pensamento, positivo ou negativo, muito bem explicado pelo Grande Mestre Jesus: “somos o que pensamos”.

    Dr Jairo Corrêa

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *