História da Maçonaria I – de 1700 a 1730

1701-1710

  • 1702 – Ao subir ao trono de Inglaterra a rainha Ana demite Christopher Wren como G:. M:., não sendo substituído. A maçonaria operativa encontrava-se em franco declínio.
  • 1703 – A Loja São Paulo, Londres (depois Loja Antiguidade Nº 2), adoptou o seguinte acordo: “Os privilégios da Maçonaria não serão, no futuro, património exclusivo dos maçons construtores; qualquer outra pessoa, de qualquer outra profissão, terá direito a esses privilégios sempre que seja regulamentarmente aprovada e iniciada na Ordem”. Este acordo foi incorporado por Anderson na Constituição de 1723.
  • 1704 – Jonathan Belcher (nasceu em 8-1-1681), que viria a ser nomeado Governador Colonial de Massachussets, New Hampshire e New Jersey, é iniciado em Londres e seria o primeiro norte-americano maçon. (Fonte: Kurt Max Hauser na revista O Prumo)
  • 1707 – A Dieta Imperial de Ratisbona decreta a dissolução da ligação das Lojas da Alemanha com a G:. L:. de Estrasburgo, dado que essa cidade tinha sido anexada pelos franceses.
  • 1710 – É fundado o Rito maçónico Soficianos, com 7 graus.
    • No manuscrito Dunfries Nº 4, pode ler-se: Pergunta: Quais são estes pilares? Resposta: O Esquadro, o Compasso e a Bíblia.

1711-1720

  • 1716 Fevereiro 24 – O Ir:. James Radcliffe, Conde de Denventwater, é executado na forca.
    • Ao terminar a insurreição Jacobina, as poucas Lojas existentes em Londres acham conveniente, considerando o afastamento de Sir Christopher Wren, unir-se ás ordens de um G:. M:. que deveria ser centro de união e harmonia.
  • Goose and Gridiron

    1717 Fevereiro – Reúnem-se na Apple Tree Tavern, Charles Street, Covent Garden, Londres, 4 Lojas desta cidade: Goose and Gridiron (O ganso e a grelha), Queen’s head (A cabeça da Rainha), Apple Tree (A macieira) e a Rummer and grapes (O copo e as uvas), e decidem constituir uma Grande Loja pro-tempore, iniciando os preparativos para a reunião decisiva prevista para Junho, na Festa do Solstício de Verão.

    • Junho 24 – As 4 Lojas mencionadas acima, reúnem-se no local da Goose and Gridiron, e formalizam a criação de uma Grande Loja, escolhendo como primeiro G:. M:., Anthony Sayer e como Grandes Vigilantes o capitão Joseph Elliot e o carpinteiro Jacob Lamball.
    • O nome de G:. L:. de Londres ou G:. L:. de Inglaterra como é normalmente conhecida esta G:. L:.em muitos textos hoje em dia, não é apropriado, considerando que estas 4 Lojas não eram as únicas existentes em Londres (haveria aproximadamente 12 Lojas, mas só estas 4 se interessaram pelo projecto) não poderiam eleger um G:. M:. para Londres e muito menos para Inglaterra. Aparentemente, o nome de G:. L:. de um grupo exclusivo de 4 Lojas não seria o mais apropriado. É somente em 1738 que, pelo mérito de valiosos homens atraídos à nova organização, que os títulos de G:. L:. e G:. M:. tomam real significado e importância.
    • Quando foi criada a primeira G:. L:., viviam em Londres aproximadamente 1000 judeus.
    • Na History of the Lodge of Edinburgh, D. Murray Lyon confirma a luz dos primeiros protocolos das Lojas de 1717 e a opinião dos irmãos Hughan, Keller e outros, que existiam unicamente Lojas de Aprendizes e Companheiros presididos por um Vigilante. Na fundação da G:. L:. não é feita nenhuma menção ao 3º grau nem de prerrogativas dos Mestres. Prichard, na sua obra Masonry Dissected, expressa claramente que anteriormente não era conhecido o grau de M:. M:.
    • É fundado o Rito Inglês ou dos Antigos Maçons Livres e Aceitos. Este Rito é praticado na Grã Bretanha, USA, parte da Alemanha, Suíça e parte da América do Sul e Central. Conta com 3 graus simbólicos e 5 graus denominados de Royal Arch. As GG:. LL:. deste Rito não reconhecem graus superiores a estes, mas autorizam os derivados das Ordens Medievais de Cavalaria.
    • A representação mais antiga de um avental da maçonaria moderna está no retrato de Antony Sayer, realizado por Allighmore.
  • 1718 A G:. L:. (Londres) elege George Payne como 2º G:. M:..
    • George Payne ordena reunir todos os escritos, documentos, cartas, etc., que interessem à maçonaria e cópias das Constituições Góticas para elaboração da futura Constituição da G:. L:.
  • 1719 Jean Theophile Desaguliers, nascido em Aytré, subúrbio de La Rochelle, França, em 12 de Março de 1683 e amigo de Isaac Newton, é eleito como 3º G:. M:. da G:. L:. (Londres). A sua última presença em Loja aconteceu em 8 de Fevereiro de 1742. Morre em 29 de Fevereiro de 1744, em Londres
  • 1720 O G:. M:., J. T. Desaguliers ordena que sejam queimados todos os manuscritos maçónicos existentes, para evitar que caiam em mãos profanas.
    • A G:. L:. (Londres) elege como 4º G:. M:., George Payne (2º período).
    • Setembro 29 – Na taverna Armas do Rei, com a presença de 16 Lojas, James Anderson (1680-1739), V:. M:. de Loja e pastor presbiteriano, foi incumbido de colocar as velhas Constituições Góticas em ordem, sob nova forma mais metódica e aproveitando os manuscritos existentes.

1721-1730

  • 1721 Janeiro 06 – Iniciação de William Stukeley em Londres, primeiro registro existente de um profano iniciado na maçonaria moderna. Era membro da Royal Society (investigação científica).
    • Fundado o Rito maçónico de Swedenbourg, com 8 graus.
    • Junho 04 – Por iniciativa do Duque de Montagu, futuro G:. M:. da G:. L:. de 1717, é fundada na cidade belga de Mons, a Loja A Parfaite Union, que seria a primeira Loja dos tempos modernos no continente europeu.
    • Junho 21 – A G:. L:. (Londres) aprova as Ordenanças Gerais (General Regulations) compiladas por George Payne.
    • Junho 21 – A G:. L:. (Londres) elege como 5º G:. M:., o Duque de Montagu.
    • Outubro 21 – Fundada em Dunkerque (França) a primeira Loja dependente da G:. L:. (1717) sob o nome de Amizade e Fraternidade. Estima-se que esta seria a primeira reunião maçónica em solo francês. (Veja 1725). Este tipo de discussão entre os historiadores torna-se normal devido principalmente à reserva e discrição dos maçons através da história, que faz com que não fiquem documentos que avalizem determinada hipótese.
    • Outubro 29 – A G:. L:. (Londres) acorda que James Anderson redija a primeira Constituição na base de documentos reunidos por George Payne.
    • Dezembro 27 – Na mesma taverna Armas do Rei (veja 1720), com a presença de 20 Lojas, o G:. M:. Duque de Montague nomeia uma comissão de 14 irmãos para examinar o manuscrito apresentado por J. Anderson e emitir um parecer.
    • O Duque de Montagu envia a Carta Constitutiva para a Loja A Parfaite União do Regimento dos Guardas Escoceses, França.
  • Constituição de Anderson

    1722 Março 25 – Reunida a G:. L:. (Londres) na Taverna Beach Bridge com 24 Lojas presentes, foram lidos o Relatório da Comissão Revisora e a Constituição de Anderson. Algumas modificações foram sugeridas e, finalmente, declararam-se aprovadas as “Constituições”. Decidiu-se, na mesma reunião, mandar imprimi-las para serem lidas quando do ingresso de um novo membro na Fraternidade ou quando o V:. M:. de uma Loja assim ordenar.

    • Primeira referência aos graus superiores ou azuis, conforme Robert Sambler, autor de um tratado hermético intitulado “long Livers” aparecido sob o pseudónimo de Eugenius Philalethes Junior e dirigido aos membros da G:. L:.. Samber faz a distinção entre os “que não estão muito iluminados” e os que “tem maior luz”, que “são da classe superior”, e “estão iluminados pelos mais sublimes mistérios e os mais profundos segredos da maçonaria”, e fala aos maçons sobre o grau superior que se acha “atrás do véu”.
    • Junho 21 – A G:. L:. (Londres) elege como 6º G:. M:., Filipe, Duque de Wharton.
    • O Duque de Wharton é destituído como maçon em reunião aberta, pouco depois de deixar o cargo de G:. M:., por conspirar na facção que intentava restaurar a dinastia dos Stuart na pessoa do filho de Jacob II, O Pretendente, exilado na França.
  • 1723 Janeiro 17 – James Anderson é eleito 2º G:. Vig:., sendo o 7º G:. M:., o Duque de Dalkeit (por influência do Duque de Wharton).
    • Foi neste momento de J. Anderson apresentou orgulhosamente a primeira edição do Livro das Constituições (The Constitutions of the Free-masons) impresso por William Hunter, para John Senex na Globe e John Hooke na Flower-de-luce em frente da igreja St. Dunstan, na Fleet street, Londres.
    • O Livro das Constituições tinha uma dedicatória de Desaguliers, uma curta história da Maçonaria desde a criação do mundo, os Antigos Deveres ou Leis Fundamentais (Old Charges) e as 39 Obrigações ou Regulamentos Gerais de 1721 compilados por George Payne, a aprovação do Livro e 4 cânticos maçónicos (Canção do Mestre, Canção do Vigilante, Canção dos Companheiros, Canção dos Aprendizes). A Canção do Mestre é dedicado ao V:. M:., como hoje é conhecido.
    • A Constituição de Anderson não menciona graus superiores.
    • Nos Regulamentos Gerais aparece pela primeira vez, a expressão Landmark (artigo 39).
    • James Anderson, pastor da Igreja Presbiteriana de Londres, doutor em Filosofia e Teologia, nasceu em Aberdeen em 1680, desconhece-se a data da sua mudança para Londres, não esteve presente na fundação da G:. L:. e aparece nos registros da Loja Horne Tavern, em 1723 e 1725.
    • Fevereiro 28 – A G:. L:. aprova a venda para o público do livro da Constituição de Anderson, impresso por John Senex e John Hooke, com 96 páginas.
    • Na G:. L:. (Londres) aparece pela primeira vez um Secretário que depois foi designado Grande Secretário.
    • Aparecem referencias ao Royal Arch (arco de um Mestre) no livro A Mason’s Examination, publicado por The Flying Post, Londres.
  • 1724 Um Manuscrito das Antigas Constituições Maçónicas impresso em Londres sob o título The Secret History of the Freemasons, apresenta os Rosacruces e os maçons como “irmãos da mesma Fraternidade ou Ordem”.
    • A G:. L:. (Londres) elege como seu 8º G:. M:., o Duque de Richmond.
    • Conforme Ludwig Keller, é confirmado o grau de Mestre pela G:. L:. (Londres) da forma como haveria sido criado por E. Ashmole. (Keller foi iniciado em 1897 em Kässel e era Director do Arquivo Público de Münster).
    • Fundada a G:. L:. de Viena.
    • Fundada a G:. L:. de Frankfurt-sur-mai.
    • Fundada a G:. L:. de Connecticut (USA).
    • Fundada a G:. L:. de Munster, cidade de Cork, Irlanda, que é o berço da G:. L:. de Irlanda; o primeiro G:. M:. é o Earl de Rosse, conde Derwentwater.
    • Tem-se conhecimento de uma Loja escocesa com o nome de São Tomé, em Paris, em homenagem a São Tomé de Cantuárias, venerado pelos stuartistas. A loja São Tomé reunia-se no restaurante de Hure, o Louis D’Argent, situado na Rue de Boucheries, bairro de Saint Germain, Paris. (Veja 1721 sobre a primeira reunião maçónica na França).
  • 1725 Numa resolução da Antiga Sociedade de Maçons de York, Inglaterra, estabelece-se que “cada primeira Quarta feira, realizar-se-á uma Sessão de Loja na casa de um Irmão, por ordem, e uma hora será destinada para falar de Maçonaria. Seria a mais antiga menção de instrução em Loja. (Fonte : Yasha Beresiner em Masonic Education, website da G:. L:. Unida da Inglaterra)
  • 1726 Janeiro 29 – Fundada a L:. Dumbarton Kilwinning, Nº 18, na Escócia.
    • No Grand Mistery Said Open, ao receber a Palavra Sagrada, pode ler-se: “… apoiei-me no meu joelho direito com a Bíblia Sagrada sobre o meu peito”.
    • Dezembro 27 – É lavrada em Cork a primeira Acta da Loja Nº 1 da G:. L:. Provincial de Munster, Irlanda. (Fonte: Robert Freke Gould em The History of Freemasonry).
  • 1727 Abril 27 – A Loja Swan and Rummer, em Finch Lane, de Londres, convoca uma Loja de Mestres, reunião que se realizaria no dia 29. Esta seria a mais antiga referência a uma Loja no grau de Mestre. (Fonte: Institute d’Etudes Maçonniques).
  • 1728 Janeiro 22 – Fundada em Calcutá por europeus uma Loja que seria a Mais antiga em território asiático. (Fonte: Alceu de Maynard de Araújo em Efemérides).
    • Fevereiro 15 – Filipe, Duque de Wharton e um reduzido número de ingleses, funda em Madrid a Loja A Matritense Nº 5 , dos registros da G:. L:. (Londres) com Carta Constitutiva Nº 50 e patente de Lord Colleraine, G:. M:.. Funciona na própria residência do duque. Abateu colunas pouco antes de 1767. Para alguns é conhecida como Loja As 3 Flores de Lys, nome do Hotel francês onde teria sido fundada; outra versão dá como título distintivo Les French Arms com sede na Rua de São Bernardo. O duque de Wharton mais tarde converteu-se ao catolicismo, morrendo quase louco num convento na Espanha, em 1773 com 35 anos de idade.
    • Dezembro 27 – A G:. L:. de Irlanda estabelece 10 regras gerais, sendo a 9ª a emissão de um certificado de maçon para efeitos de identificação.
    • Em 1728 ou 1729 terá sido fundada a G:. L:. de França (veja 1736), durante uma visita do duque de Wharton, que foi o primeiro G:. M:. das Lojas do reino da França.
  • 1729 Fundada a G:. L:. de Irlanda e o Earl de Rosse é o primeiro G:. M:.. (veja 1725).
    • Fundada em Paris uma Loja jacobina de nome São Pedro e São Paulo.
    • Março – Fundada uma segunda Loja no continente europeu, agora em Gibraltar, com Carta da G:. L:. (Londres) sob o Nº 51 e com o nome de San Juan de Jerusalém. Hoje funciona com o Nº 115.
    • Maio 17 – Terá sido inaugurada uma segunda Loja em França por André Francis Lebreton na Rue La Boucherie, Paris, mas parece ser a mesma Loja Louis D’Argent de 1728.
    • Fundada em Paris a Loja Saint Martin.
    • A Encyclopediae Ephraim Chambers refere-se a maçons “que tinham todos o carácter de rosacrucianos”.
    • Ocorrendo uma cisão política, a Loja São Tomé cedeu o local a uma Loja orangista, que tomou o nome da estalagem O Louis D’Argent. A Loja São Tomé passa a reunir-se no Hotel de Soissons, proprietário Leroy, situado na Rue De Deuz Ecus. A nova Loja é mencionada frequentemente como Loja São Tomé de Louis D’Argent.
    • Fundada a Loja das Artes Santa Margarida, saída da Loja Louis D’Argent.
  • 1730 Janeiro 29 – Sucedendo a Lord Kingston, o Duque de Norfolk é empossado como G:. M:. da G:. L:. (Londres).
    • Conforme Ludwig Keller, é criado o grau de Companheiro.
    • Lord Colleraine concede poderes para fundar a primeira Loja na Índia no Fort William (hoje Calcutá). Aparece no registro da G:. L:. de Inglaterra sob o nome de Loja East India Arms in Bengala.
    • Outubro – Primeira edição do livro Masonry Dissected, de Samuel Prichard, que ingressou na Ordem com o exclusivo propósito de conhecer seus segredos e poder fazer o livro, resultou um sucesso; em 11 dias teve 3 edições. Até 1737 tinham-se vendido 7 edições e traduções em alemão, francês e holandês. Naquela época era proibida a impressão de rituais pelo que este livro tem valor para investigações e também acabou contribuindo para uniformizar os Ritos.
    • Março 17 – Iniciação de André Miguel de Ramsay (1681-1743).
    • Maio o 12 – Iniciação de Charles de Secondat, Barão de la Brede e Montesquieu na Loja Horn, de Londres. Na mesma sessão foi também iniciado o Conde Jean-Baptiste-François de Sade, pai do Marques de Sade.
    • Junho 5 – Th. Howard, Duque de Norfolk, G:. M:. da G:. L:. de Inglaterra, confere a Daniel Cox, de New Jersey (USA) o cargo de G:. M:. Provincial de New York, New Jersey e Pennsylvania; é o primeiro maçon a ser investido de tal dignidade no Novo Mundo, mas, aparentemente, o irmão Cox não desempenhou tal cargo. (Fonte: Descartes de Souza Teixeira na obra Anti Maçonaria).
    • Setembro 5 – O Daily Journal, Londres, indica que os maçons derivam do rosacrucianismo.
    • Uma circular do G:. O:. da França datada em 4 de Setembro de 1788, menciona como existentes em França entre 1725 e 1730 cinco Lojas: Louis D’Argent, de Bussy, de Aumont, da Perfeita União e de Bernouville. É necessário agregar quatro outras Oficinas constituídas em 1729 pela G:. L:. (Londres) sob o nome de Sainte-Marguerite, Saint-Thomas, Saint-Martin e Saint-Paul. Autores (Thory) dão dois nomes à Loja Saint-Thomas; também Au Louis D’Argent (Veja 1729). Haveria outras Lojas no resto do território francês? Ninguém sabe, já que o G:. O:. até 1756 não tinha um registro regular das suas decisões. (Fonte: Histoire du Grand Orient de France, de A. G. Jouaust).

Adaptado de: Project Mayhem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *