Faça-se luz

light hg54redfgh

No início da maçonaria podia haver – e havia! – diferentes correntes de cristianismo na maçonaria, mas todos os maçons eram cristãos. Ao longo do tempo, com a abertura das mentalidades, foi sendo possível admitir membros de outras religiões. Nos nossos dias, a maçonaria regular apenas exige a crença no “Grande Arquiteto do Universo”, explicando que este nome não é o de uma “divindade maçónica”, mas um novo nome a dar a essa mesma Entidade em que cada um crê; é Aquele a quem os cristãos chamam Deus, os muçulmanos chamam الله [Allah], os judeus יהוה [YHWH], os Hindus chamam ब्रह्मा [Brahmā], e por aí adiante. Deste modo, quando os maçons se pretendem referir a essa Entidade, fazem-no todos através do mesmo nome, ficando assim atenuadas as diferenças decorrentes das diferenças de crença que possam verificar-se, e reforçado o sentido de identidade entre eles, pois, afinal, até todos creem no mesmo Ser Supremo – mesmo que cada um à sua maneira.

Uma vez que a maçonaria é assumidamente uma invenção humana, tem a liberdade de se reinventar e renovar sempre que tal se revele necessário e oportuno. É assim que, se bem que alguns dos símbolos a que a maçonaria recorre sejam da sua própria criação, a simbologia maçónica é, na sua maioria, “tomada de empréstimo” – umas vezes de forma mais dicreta e outras nem por isso – de outras simbologias já existentes. Ao longo da história da maçonaria tem-se assistido a um cuidado cada vez maior com a procura de uma certa neutralidade, do não favorecimento de uma fé em detrimento das demais, e isso consegue-se, frequentemente, através do recurso a símbolos de religiões já desaparecidas mas cuja carga simbólica permanece entre nós por via literária, filosófica ou mitológica.

A referência aos planetas, ao Sol, às estações do ano e a antigas figuras mitológicas pretende apenas constituir ilustração dos princípios morais que se pretende transmitir. Os solstícios, por exemplo, ao serem os momentos em que os raios solares estão mais próximos da perpendicular (no solstício do verão) ou da horizontal (no solstício do inverno) em relação à superfície da Terra, simbolizam respetivamente a retidão moral (verticalidade) e a fraternidade (estar ao mesmo nível). Alertar uma adolescente para os perigos dos predadores sexuais pode ser complicado de fazer; no entanto, recordar-lhe a “história do lobo mau” e, subtilmente, estabelecer um paralelo, pode ser muito mais eficaz do que uma longa e desajeitada conversa. A maioria dos chamados “contos infantis” pretende, precisamente, estabelecer uma base simbólica a revisitar mais tarde, uma vez já absorvidos os princípios, mas sob uma nova realidade: a das circunstâncias da vida real de cada um.

Uma das primeiras estranhezas que se sente quando se ouve, pela primeira vez, uma ata numa sessão, é a da data: “aos vinte dias do mês de janeiro do ano maçónico de seis mil e doze(…)”. Porquê “seis mil e doze” se estamos no ano de dois mil e doze? Recordemos o que é que constitui o primeiro ano nossa era: o ano em que terá ocorrido o nascimento de Cristo; por isso se dizia “AC” (Antes de Cristo) e DC (Depois de Cristo), que também se escrevia “AD” (Anno Domini, “Ano do Senhor”). Hoje em dia dizemos estar no ano 2012 EC (“Era Cristã” ou, ainda mais politicamente correto, “Era Comum”). Outros calendários há, cujo início se deu há mais ou há menos tempo. Mede-se o tempo decorrido desde a fundação de Roma (753 AEC) ou do Japão (660 AEC), desde a viagem de Maomé de Meca a Medina (622 EC) ou, de acordo com o calendário judaico, desde a criação do mundo (3761 AEC).

Não era desejável que um calendário – e respetiva bagagem cultural – se impusesse sobre os demais no seio de uma fraternidade em que se pretendia que todos se sentissem iguais. A solução encontrada foi estabelecer-se o “Anno Lucis” – o Ano da Luz – como aquele em que, aproximadamente, o Criador terá, pela primeira vez, feito surgir a Luz. Se recordarmos que a maçonaria é filha do Iluminismo, não faz senão sentido medir-se o tempo desde esse instante. É por isso que, simbolicamente, se soma 4000 anos (número distinto de qualquer calendário existente) ao ano atual e se lhe chama “ano da era maçónica”. E, de cada vez que isso se faz, os maçons são recordados de que a fé e a crença de cada um devem ser respeitadas, e que a busca da Luz (ou seja, do conhecimento) deve ser levada a cabo por todos os maçons, independentemente da sua crença, fé ou convicção religiosa.

Paulo M.

Publicado no Blog “A partir pedra” em 2 de Julho 2012

Artigos relacionados

One thought on “Faça-se luz

  • Avatar

    gostei desta matéria mais sou sincera em dizer que do Iluminismo não conheço nada mais o fato de todos juntos e cada um tendo sua religião é saudável mais tendo como um único DEUS verdadeiro que cuida de todos e creio que o fato de todos se reunirem em diversas partes do mundo também ajuda á cada dia á se aproximar da verdade e da luz que vem do alto fazendo que todos possam através de concentrações enviar cada dia mais luz aos que ainda se encontram em trevas e desorientados ou talvez até enganados por falsas religiões que não se preocupam com o ser humano em si mais é um numero á mais para somar no final do mês nos cofres lamentável as vezes poderiam contrata-los dentro destes ministérios no que sabem fazer e pagar um salário que possa sustentar sua família do que humilhar dando uma cesta básica das sobras que tem em casa para ajuda-los tem templos assim e digo se precisar ao dirigente isso é humilhar o irmão pois á dignidade dele é ter seu trabalho e muitos chamam até seguranças de fora por preços absurdos pois sabem que o deus deles é falso e não irá protege-lo de nada desculpe se exagerei mais estes dias li também uma matéria da qual não tem fundamento onde um cabo não me lembro o nome agora dizendo que houve uma combinação entre maçonaria e evangélico para o atentado que o presidente sofreu e ainda usou o nome do NOSSO DEUS que tinha revelado á ele e isso é uma grande mentira deslavada pois DEUS não é DEUS de confusão e muito menos cita nomes ou faz fofocas citei isso para que fique claro uma coisa todos podem seguir seu caminho e junto com os demais fazerem obras muito lindas sim baseado na verdade e principalmente ter temor AO GRANDE DEUS VIVO VERDADEIRO e que ama á todos igual mais não aceita que usem seu nome e falem o que ELE não mandou falar e jamais faz contendas em todos o foco verdadeiro é amar ao próximo andar na verdade e serem feliz verdadeiramente sem prejudicar ninguém e muito menos humilhar pois PAPAI não aceita e quanto á símbolos cada um com o seu gato cachorro bode galinha preto são todos criação de DEUS e devemos ter o mesmo carinho por todos isso é preconceito e precisa acabar mais o que posso afirmar é que uma laranja podre pode contaminar toda caixa pois pelo comportamento de um todos são apontados e na verdade ninguém é perfeito mais dia após dia vai lapidando um pouco para chegar no melhor possível os que aplicam seu coração ao dinheiro jamais conheceram o grande universo que DEUS criou para que todos possam ser feliz e infelizmente existem muitos cegos espiritualmente falando por aplicar seu coração ao dinheiro agora quanto á alguns que conheci eram pessoas boas simples e dava trabalho para muitos mais tratava á todos com respeito e quanto uma pagina que fui convidada á participar do FACEBOOK ela está sendo usada de qualquer maneira tinha umas postagens boas palavras comentários estes dia tinha um numero maior dizendo o que faço para ser da maçonaria pois acreditam que entram para ganhar dinheiro ou para usar esse título em beneficio próprio ou para ser bem recebido pela sociedade e quando não para prejudicar pessoas que talvez nunca tiveram contato só para seu bel prazer em fazer o mal são estes uma meia dúzia que deturpam não só o nome do grupo como podem atrair á ira do VERDADEIRO DEUS sobre todos pois levam junto até os bons acredito que tem muita gente boa e tenho no meu FACEBOOK pessoas que estão sempre postando mensagens de edificação filosofia ótimas pessoas mais alguns que estão naquela pagina entra só pra ofender poderiam ter um administrador para autorizar o que postam pois ninguém está lá para ofender e sim aprender postar do mais FELIZ PÁSCOA PARA TODOS IRMÃOS E QUE NOSSO DEUS OS ABENÇOE SEMPRE AMÉM.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *