Não gosta da sua Loja? Procure outra

Partilhe este Artigo:

Já tenho o suficiente. Terminou. Eu não posso acreditar que eles votaram desta forma. Eu trabalhei duramente para este projecto, mas a Loja não se parece importar. Eu sinto-me tão interessado por este assunto, mas a Loja simplesmente não o irá apoiar“.

Altar, loja

Eu conversei com um irmão recentemente que declarou que em determinado momento tinha considerado demitir-se da Ordem. E eu que pensava que era o único! Não é preciso muito para se querer abandonar a participação em algo, especialmente quando se não tem muita capacidade de decisão.

Se estiver em desacordo com a sua Loja, fale com o seu Venerável Mestre. Certifique-se de que ele entende as suas preocupações. Ofereça soluções, porque acredite em mim, quando o Venerável Mestre ouve problemas, na maioria das vezes, não vai querer envolver-se nisso. Se não apresentar uma possível solução, as suas declarações podem ser recebidas como uma simples reclamação que é facilmente descartada. Uma solução proposta, no entanto, oferece um ponto de partida a partir do qual se pode construir algo.

Se sentir que o Venerável Mestre não o está a ouvir, certifique-se de que ele o perceba. Estas conversas são difíceis de se ter, mas a coragem é sempre necessária para se possa progredir. Se ainda assim, continuar a sentir que não tem mais nada para construir neste seu edifício moral e Maçónico, então é hora de seguir em frente. Mas não se demita, nem pare de pagar as suas quotas. Mas também não continue a apoiar uma Loja se não acredita no seu rumo.

Eu tenho a sorte de morar no estado de Massachusetts. Nós temos certamente os nossos problemas, mas na minha opinião (e as estatísticas assim mostram) a Maçonaria é forte dentro deste estado. Se eu ficar frustrado com a minha Loja, há uma dúzia (ou mais) a uma hora de carro, para eu ir visitar e ver se me sinto em casa.

Sim, é uma Loja e somos todos Irmãos, mas algumas vezes os irmãos não se dão bem. Encontre um grupo onde se sinta bem-vindo, apreciado e amado. Pode-se contra argumentar sobre sugerir que um Irmão encontre outra Loja, mas com toda a honestidade, se um Irmão não se sentir bem-vindo, apreciado ou amado na sua Loja, não ajuda a ninguém, fazê-lo continuar. Isto não significa que devam parar de construir. Existem outros recursos que podem certamente ser usados para ajudar.

Robert E. Jackson – Midnight Freemason Contributor

Tradução de António Jorge

Artigos relacionados

Partilhe este Artigo:

5 thoughts on “Não gosta da sua Loja? Procure outra

  • Avatar

    Bom dia.
    Eu amo ler todos os textos que falam de diversos assuntos. Massom é algo bom. Sempre lei quando enviado pra meu email ..
    Muito obrigada
    Att Joslaine Dominguez.

    Resposta
    • Avatar

      Eu tenho aprendido muito,e isso tem me tornado uma pessoa melhor,Maçom é algo bom,que ensina como ser um homem com caracter no meio da sociedade e diante da familia.
      Muito obrigado!!!
      Att.Luiz Fernando.

      Resposta
      • Avatar

        Tem sido muito útil as suas publicações para meu aprendizado.

  • Avatar

    Creio – Queridos Irmãos – que o artigo publicado demonstra a pequena ponta do iceberg da evasão maçônica verificada em todo o Globo. A nova geração tecnológica, afazeres diárias e desinteresse em servir, estão afastando muitos da Ordem. Vamos ter que discutir mecanismos que façamos retorna o interesse de muitos. Não adiante iniciar um e perder dois. Temos que fazer o iniciado se interessar por tudo e por todos de sua Loja. O se dar dos Irmãos com relação ao mais novo é muito importante. É realmente muito importante o aprendiz ter uma atenção maior. Talvez, talvez, nomear um Mestre mais velho da Loja acompanhar ele nos seus primeiros passos. Fazer vários contatos e não só e somente no dia da Sessão. O Candidato tem que perceber que é querido e o ensinamento será demorado. Tem que ter paciência e serenidade. Isso tudo para dizer que a escolha do candidato é muito importante. Recebemos notícias que em alguns países o Candidato primeiro fez uma circulação entre os Irmãos, estuda e de adapta, para depois ser iniciado. Isso não vemos no Brasil. Pode ser uma saída para o futuro. Grato.

    Resposta
    • Avatar

      Meu ir.’. tenho aprendido muito com suas publicações .

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *